Perguntas frequentes sobre lógica

Perguntas frequentes sobre lógica

No final de uma cansativa convenção de educação domiciliar, uma mulher se aproximou de nosso estande, equilibrando uma criança no quadril. “O que é lógica?” Minha mente desviou-se do cálculo de preço que eu estava fazendo e eu disse a mulher: “O que você perguntou?” “Oh”, ela sorriu e respondeu: “eu só queria saber se você poderia explicar sua filosofia de vida.” Devo esclarecer algumas dessas perguntas frequentes sobre lógica antes da próxima convenção.

A lógica é apenas bom senso? O bom senso difere de pessoa para pessoa. Pela minha experiência, o absurdo de um homem pode ser o bom senso de outro. A lógica não se baseia na opinião.

A lógica é aquilo que os programadores de computador aprendem? Os programadores de computador usam formas complexas de lógica. Nem toda lógica é complexa. A lógica é como a matemática. Os cientistas usam matemática avançada, enquanto as pessoas comuns usam matemática simples. Sem saber, você usa uma lógica simples ao longo do dia.

A lógica é “a ciência do pensamento”? Não, isso é psicologia — o estudo da maneira como os humanos pensam e sentem. A ciência da lógica tem mais a ver com os próprios argumentos.

Como podemos definir a lógica?

Lógica é a ciência do raciocínio correto. A lógica ensina padrões sobre como discernir o bom raciocínio do mau raciocínio. Existem muitas maneiras de encarar um argumento: Falácias Informais, Silogismos Categóricos, Lógica Simbólica Moderna e Raciocínio Científico Hipotético.

Quais são os tipos de lógica?

Onde a lógica é usada?

Aprender a lógica nos ajudará a compreender outras disciplinas escolares?

A lógica é fundamental para o estudo de todos os outros assuntos. Aprender a ler é uma habilidade básica sem a qual os alunos ficam incapacitados. Aprender a pensar é igualmente básico. Quando escrevo um ensaio, uso a lógica para determinar se minha conclusão segue o que escrevi. Quando estudo para fazer um relatório sobre Napoleão, uso a lógica para decidir qual historiador interpretou as evidências sobre a vida de Napoleão com mais precisão. Quando estou estudando a Bíblia, uso a lógica para reunir diferentes declarações da Bíblia para deduzir que Deus é soberano sobre todas as áreas da minha vida. Já usamos lógica em todas as disciplinas sem saber. A questão é: estamos usando lógica suficientemente?

A lógica pode nos ajudar a fazer estas coisas:

  • Ouvir os debates presidenciais para saber qual lado está tentando nos enganar mais.
  • Determinar se o pão integral é melhor para nós do que o pão branco.
  • Estude a evidência histórica de se Pocahontas resgatou realmente o Capitão John Smith.
  • Descobrir se uma vaca familiar é um animal leiteiro mais útil do que uma cabra.
  • Determinar se uma teoria sobre a Bíblia é confiável ou apenas uma grande especulação. (A lógica é um inóculo contra muitos germes teológicos.)

A lógica é um método para atacar as pessoas e fazê-las sentir-se mal?

Isto não é um problema de lógica. Este é um problema com como as pessoas argumentam. Não há razão para ter medo da lógica. Houve momentos em que apontei para minha mãe e a critiquei por quão ilógica ela era. Em vez disso, eu deveria estar olhando para mim mesmo e criticando minha falta de preocupação com os sentimentos dela. Existem dois tipos de argumentos. Existem aquelas discussões que deixam marcas nas pessoas. Também existem discussões ponderadas entre pessoas calmas que usam a lógica para chegar ao fundo de uma questão. Precisamos de mais argumentos deste último tipo.

Os cristãos deveriam usar a lógica? Não temos fé?

Fé e lógica não se opõem. A fé estabelece os princípios a partir dos quais raciocinamos logicamente. A Bíblia ensina que Deus é lógico. A Bíblia diz que Deus não se contradiz, e quando Deus declara que algo é verdade, então é realmente verdade.

Não deveríamos deixar a lógica para os especialistas?

Acredito que cada um deveria ser seu próprio lógico. Há quatrocentos anos, os Reformadores usaram a expressão “o sacerdócio do crente” para ensinar que todos deveriam ter acesso a Deus sem a necessidade de um sacerdote religioso para interpor-se. Esta ideia aplica-se a outras áreas. Não devemos confiar em outra pessoa para discernir a verdade para nós. Se o fizermos, não seremos o nosso próprio sacerdote do conhecimento. Se aprendermos alguma lógica básica, poderemos julgar por nós mesmos, o que as outras pessoas dizem.

A lógica não é muito difícil para a maioria das pessoas?

É verdade que as pessoas em geral não estudam lógica. Revelamos a falta de exercício da mente pela facilidade com que somos manipulados. Nos esquivamos e corremos quando alguém exige que usemos nossa mente. Ficamos felizes quando deixamos nossa mente tranquila. Acredito que Deus tem uma visão muito diferente para Seu povo.

A lógica está ao alcance das pessoas comuns — pais e mães, e seus filhos também. Muitos pais que praticam o ensino em casa estão ensinando lógica aos seus filhos agora e, embora considerem isso um desafio, estão dando um grande passo na direção certa.

Aprenda a exercitar sua mente e não seja manipulado

Com 38 lições sobre como identificar argumentos ruins o livro O Detetive de Falácias é um livro fácil para aprender a identificar erros comuns de raciocínio.

    Original disponível em: http://www.fallacydetective.com/articles/read/frequently-asked-questions-about-logic

    por nbluedorn

    Voltar para o blog

    Deixe um comentário

    Os comentários precisam ser aprovados antes da publicação.